Português

História da origem da língua portuguesa

PEQUENA HISTÓRIA DA LÍNGUA PORTUGUESA

Há aproximadamente 250 milhões de falantes da língua portuguesa no mundo, em países como o Brasil, Portugal, Moçambique, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, e nas localidades de Goa, na índia, Macau, na China, e no Timor, na Indonésia. Isso faz do português um dos idiomas mais falados no mundo. Apenas o chinês, o inglês, o espanhol, o hindi, o russo e o árabe contam com um número maior de falantes.

Veja no Slide a aula e depois continue com os comentários abaixo.

O português é uma língua de origem indo europeia, derivada do latim, como o francês, o italiano, o espanhol e o romeno.

O mais antigo texto conhecido em língua portuguesa é atribuído ao trovador Paio Soares de Taveirós, autor de uma cantiga de amor – amor masculino que se dirige a uma mulher por quem está apaixonado, assumindo um amor cortês e platônico – para Maria Pais Ribeiro, a amada do rei Sancho I, escrita em 1189.

Veja um trecho da obra e constate que o português daquela época era bem diferente do português que falamos hoje:

“No mundo non me sei parelha, mentre me for como me vai, ca já moiro por vós – e ai! mia senhor branca e vermelha, queredes que vos retraia, quando vos vi en saia!

Mau dia me levantei, que vos enton non vi feia!”

(Paio Soares de Taveirós)

Em 1279, o rei D. Diniz proclamou o português o idioma oficial do reino de Portugal, banindo definitivamente o latim vulgar, que ainda era usado em textos jurídicos.

A primeira gramática da língua portuguesa apareceu em 1536, de autoria de Fernão de Oliveira. Nesta época Portugal já era uma potência marítima e econômica, tendo realizado proezas como a descoberta do caminho marítimo para as índias e o descobrimento do Brasil.

Pequena historia da língua portuguesaA língua portuguesa já tinha chegado a um estágio bastante avançado, como pode ser comprovado na literatura de Luís Vaz de Camões. Leia um trecho de Os Lusíadas, obra-prima do grande poeta português:

“As armas e os barões assinalados que, da ocidental praia Lusitana, por mares nunca de antes navegados, passaram inda além da Taprobana, em perigos e perras esforçados, mais do que prometia a força humana, e entre gente remota edificaram novo Reino, que tanto sublimaram;

E também as memórias gloriosas daqueles Reis, que foram dilatando a Fé [e] o Império, e as terras viciosas de África e de Ásia andaram devastando, e aqueles que por obras valerosas se vão da lei da Morte libertando, cantando espalharei por toda parte, se a tanto me ajudar engenho e arte.”

(Luís de Camões)

O PORTUGUÊS NO BRASIL

Com a descoberta do Brasil, em 1500, os portugueses foram trazendo para a nova terra sua cultura, sua religião e sua língua.

A implantação da língua portuguesa no Brasil não foi fácil. Até a chegada de Cabral, havia mais de 350 idiomas falados pelos diversos povos indígenas que aqui viviam. Mesmo com a colonização, até 1700 a maior parte dos habitantes falava tupi.

Com a influência das línguas indígenas e africanas (faladas pelos escravos negros que foram trazidos para o Brasil durante a colonização), a língua portuguesa se enriqueceu, ganhando uma série de vocábulos novos.

Palavras de origem indígena: caboclo, caipira, capiau, capixaba, tapioca, min-gau, paçoca, pamonha, pipoca, cumbuca, cuia, arapuca, maloca, peteca, catapora, jururu, cutucar, sapecar.

Palavras de origem africana: corcunda, bunda, cafundó, camundongo, curinga, quiabo, dengue, fubá, farofa, quilombo, bamba, cafuné, banguela, mambembe, acarajé, vatapá, moqueca, xingar, fungar.

A partir do final do século XIX e início do século XX, muitos estrangeiros começaram a chegar ao Brasil, vindos da Europa e da Ásia. Veja algumas palavras de origem estrangeira que foram incorporadas à língua portuguesa:

Palavras de origem alemã: níquel, gás, zinco.

Palavras de origem espanhola: bolero, castanhola, cavaleiro.

Palavras de origem francesa: paletó, boné, matinê, abajur.

Palavras de origem italiana: gazeta, soneto, carnaval.

Palavras de origem japonesa: quimono, tatame.

Palavras de origem inglesa: clube, futebol, bonde.

Fechar